Ir para conteúdo

Saúde pública segue na pauta da Uvebs

Vereadores vão levantar temas essenciais do setor para reivindicar medidas ao Estado

Os vereadores da região, em ação coordenada da União dos Vereadores da Baixada Santista (Uvebs) irão realizar uma nova coleta de dados e assuntos essenciais à saúde para levar ao conhecimento do Governo do Estado, com a finalidade de reivindicar melhorias. A decisão foi tomada esta semana, após reunião no Hospital Guilherme Álvaro, em Santos (HGA), com  a diretoria do Departamento Regional de Saúde (DRS IV). Na ocasião, parlamentares tiraram dúvidas sobre programas e recursos e agora irão checar com a municipalidade a aplicação dos mesmos.

Dois novos encontros devem acontecer até o final de março, já com esses dados em mãos. Com isso, os parlamentares esperam sanar gargalos do setor, que recentemente foi bastante afetado pela alta de casos de COVID-19, mas, que agora começa a retomar a normalidade. “Estamos unidos em prol da saúde regional e seguimos em busca de soluções para as reivindicações pontuais dos cidadãos”, ressaltou o presidente da entidade, Roberto Andrade e Silva, o Betinho (PSDB).

SISTEMA CROSS

Reivindicação antiga da Uvebs, a falta de transparência na regulação de vagas da Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (CROSS) segue na pauta dos vereadores, que desde 2018, têm lutado ativamente pela causa. O grupo chegou a entregar um compilado de reivindicações ao secretário de Saúde do Estado, José Henrique Germann Ferreira, durante reunião do “Gabinete Itinerante Baixada Santista”, promovida pelo Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), em Praia Grande, em julho de 2019. 

No mesmo ano, em maio, o colegiado se reuniu com os deputados da Região na Alesp, em busca de apoio político. O assunto ainda foi tema de uma audiência pública na Câmara Municipal de Santos, com a presença de autoridades do Estado.

“Retomamos fortemente o tema agora que a crise de leitos parece estar contornada com a queda de casos de COVID-19”, comentou. “Nunca soubemos quais critérios de prioridades estavam definidos para que as vagas fossem concedidas para o paciente A ou B, o que segue sendo uma preocupação para a população, que anseia também por outras melhorias no setor, as quais estamos reivindicando”, finalizou. 

Categorias

Uncategorized

Christiane Disconsi Ver tudo

Christiane Disconsi é jornalista, cientista política, pós-graduada em Marketing Digital e beer sommelière, certificada pelo Senac. Tem passagem como editora-chefe de jornal impresso e sólida experiência em PR, com destaque para a área política/governamental.

%d blogueiros gostam disto: