Ir para conteúdo

Uvebs se mobiliza diante da preocupação com o fim do Fundeb

Recurso é usado pelos municípios quase que integralmente para o pagamento de professores

A diretoria da União dos Vereadores da Baixada Santista (Uvebs) se reuniu na manhã desta sexta-feira, dia 6, na Câmara Municipal de Praia Grande, com técnicos da educação dos municípios da região para tratar sobre o fim do Fundeb. O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação foi criado pelo Governo Federal através da Emenda Constitucional 53/2006, que coloca a vigência do mesmo até o final de 2020. Este importante aporte de recursos aos municípios foi criado para ajudar a custear as despesas em educação. Na Região, o montante é empregado quase que em sua totalidade no pagamento de professores.

Durante o evento, representantes de Santos, Praia Grande, Cubatão, Guarujá e Peruíbe levaram informações sobre a aplicação do Fundo e externaram preocupações no setor, caso este seja alterado ou extinto. “Serão estes os pontos que serão levados à Audiência Pública Regional marcada para fevereiro do próximo ano. Queremos saber se o Fundeb irá mesmo acabar ou se será diferente e a partir daí como os municípios serão afetados com isso, pois os reflexos serão para 2021, ano em que novos governantes irão assumir nos municípios”, explicou a vereadora santista, Audrey Kleys (Progressistas), que fomentou a discussão.

A Audiência Pública deve contar com a presença de um representante do Ministério da Educação, conforme já reivindicado pelo colegiado em encontro com a deputada federal Rosana Valle (PSB/SP), na última semana.

Outra etapa preparatória para a Audiência Pública é uma nova reunião, marcada para o dia 24 de janeiro de 2020, também na Câmara de Praia Grande, com a presença dos secretários de Educação das nove cidades da Região. “Nossa intenção é mobilizar e conscientizar a todos envolvidos, desde secretários a professores, incluindo a comunidade, que também será afetada no caso do corte da verba”, ressaltou Audrey.

Para o presidente do colegiado, vereador de Praia Grande, Roberto Andrade e Silva, o Betinho (MDB), a Audiência Pública Regional é uma forma de unir forças para que a relevante causa ganhe a notoriedade necessária. “Este é o momento de somar esforços. Estamos os vereadores envolvidos, mas é uma causa federal. Estamos nos articulando em outras esferas, pois não podemos ignorar o impacto que a perda deste valor substancial vai causar para os municípios e consequentemente na qualidade da educação oferecida à comunidade”, finalizou.

Ainda participaram do encontro os vereadores Toninho Salgado (Guarujá), Hélio Sussumu (Peruíbe), Leandro Avelino (Praia Grande) e Marcinho (Cubatão), técnicos do Fundeb das respectivas cidades e o diretor-executivo da Uvebs, Pedro Garofalo.

Christiane Disconsi Ver tudo

Christiane Disconsi é jornalista, cientista política, pós-graduada em Marketing Digital e beer sommelière, certificada pelo Senac. Tem passagem como editora-chefe de jornal impresso e sólida experiência em PR, com destaque para a área política/governamental.

%d blogueiros gostam disto: