Ir para conteúdo

Uvebs baliza metas para 2020 em reunião com diretores

Continuidade de ações mesmo com o desafio do ano eleitoral é o objetivo do colegiado

A Diretoria da União dos Vereadores da Baixada Santista (Uvebs) esteve reunida na tarde desta sexta-feira, dia 8, em Praia Grande, para balizar as metas para 2020, um ano de eleições municipais. A intenção do grupo é manter-se unido e focado mesmo diante dos compromissos eleitorais, dando continuidade aos assuntos metropolitanos iniciados no primeiro ano do mandato, que segue até dezembro de 2020.

A atual Diretoria da Uvebs é a primeira a ter mandato de dois anos, de acordo com alteração no estatuto da entidade, realizado em dezembro de 2018. A alteração teve o objetivo de promover continuidade nos trabalhos. “A diretoria se comprometeu a se manter unida nas bandeiras, mantendo as metas fixadas no primeiro ano da gestão e dando continuidade aos trabalhos”, destacou o presidente da Uvebs, vereador de Praia Grande, Roberto Andrade e Silva, o Betinho (MDB).

Durante 2019, a Uvebs dedicou-se à saúde, principalmente em relação à falta de transparência na Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross), que regula as vagas em UTIs e leitos nos hospitais públicos que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na Região. Em julho, os vereadores entregaram um relatório completo ao secretário de Saúde do Estado, José Henrique Germann Ferreira, com questionamentos sobre o sistema e outras reivindicações da população.

“A bandeira seguirá em debate, pois temos notícias de uma certa melhora no sistema. A transparência ainda não está clara, porém, é bem óbvio que precisamos de mais leitos disponíveis na Região e já temos notícias de que teremos mais no Hospital Guilherme Álvaro e também com uma maior participação da Santa Casa de Santos. Em paralelo, defenderemos a descentralização das vagas, possibilitando o encaminhamento de pacientes também para a Capital, dependendo do caso”, disse Betinho.

Além dos outros temas já em andamento — como a ampliação da Justiça Restaurativa, Aeroportos na Baixada e o Assento no Condesb —, ficou definido que a Uvebs iniciará, no próximo ano, um debate com relação ao fim do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), que por força de lei federal tem validade até 31 de dezembro de 2020.

A proposta foi trazida ao grupo por meio da vereadora santista Audrey Kleys (Progressistas). “Sem este fundo como ficarão os pagamentos de professores e a manutenção das escolas dos municípios? Precisamos agir”, ressaltou a vereadora.

A pedido do vereador vicentino Jaba (PSBD), a questão da Ponte dos Barreiros —interligação entre as áreas insular e continental da cidade — também deverá ser debatida de forma regional; como a união de forças para evitar a instalação de um possível pedágio na Rodovia Padre Manuel da Nóbrega, em Itanhaém. A reivindicação foi do vereador Silvinho de Itanhaém (PSDB).

 Para o presidente do colegiado, a reunião foi produtiva. “ A Uvebs está prestes a completar 10 anos de existência e representa mais de 1,8 milhão de pessoas que residem na Baixada. Manter o foco em atender as necessidades metropolitanas destes cidadãos é o nosso maior compromisso”, finalizou.

Marcaram presença os vereadores: Betinho (Praia Grande), Leandro Avelino (Praia Grande) Audrey Kleys (Santos), Fabiano da Farmácia (Santos), Silvinho (Itanhaém), Toninho Salgado (Guarujá), Hélio Sussumu (Peruíbe), Marcinho (Cubatão), Toninho Vieira (Cubatão), Baianinho (Mongaguá), Jabá (São Vicente) e o secretário-executivo da entidade, Pedro Garofalo.

Christiane Disconsi Ver tudo

Christiane Disconsi é jornalista, cientista política, pós-graduada em Marketing Digital e beer sommelière, certificada pelo Senac. Tem passagem como editora-chefe de jornal impresso e sólida experiência em PR, com destaque para a área política/governamental.

%d blogueiros gostam disto: